domingo, 3 de abril de 2011

Quando a gente pensa que sabe de tudo...

Pois bem. Eu tenho esse blog há, sei lá, uns 2 anos.
Troco experiências, conto casos, reavivo lembranças, dou dicas e por aí vai.
Muita gente me acha experiente nessa coisa toda de morar com os outros.
Talvez eu seja mesmo, talvez não.

Recentemente tive uma experiência nem um pouco agradável com as minhas ex-roommates.
E como esse é um assunto extremamente delicado e pessoal, talvez um dia eu elabore um texto bonitinho com muito cuidado para não escrever demais porque eu não quero ser processada.

Eu só tenho uma coisa a dizer: não seja amigo (a) de quem não é seu/sua amigo (a).
As pessoas só olham para si mesmas, portanto pense mais em você, não cometa o erro que eu cometi.

Eu fiz uma escolha: a de não prejudicar ninguém.
Porque quando eu sou amiga de alguém, eu sou amiga de verdade.

Ou seja: quebrei a cara e tomei um calote.

Mas é isso aí. Vida que segue.
Depois eu volto.
Beijo, beijo!

8 comentários:

Felipe Knight disse...

Complicado isso hein, confesso que fiquei curioso para saber o que houve mas vou esperar seu texto bonitinho hehehe. Comecei a morar com um amigo meu faz um mês espero ter mais sorte... hehehehe obrigado pelo coment... bjs

Liz Albuquerque disse...

eu sei bem o que vc quer dizer... não tanto em termos de roomates, mas de amizades em geral... as vezes simplesmente não vale a pena... desde que vc esteja bem :D

brigada pela visita ;)

LADY D. A. disse...

Fikei curiosa tbm pra saber qual é o problema, mas como quem é vivo sempre aparece espero que vc post mais vezes pq eu adoro seus post ^^

Juh disse...

Tute
que bom que apareceu!!
complicado isso né?
o pior é que ás vezes confiamos tanto em algumas pessoas e depois aparece a decepção!
Bjs

Carol Sakurá disse...

Como é bom limpar nossa mente ao escrever.

Abs e ótima semana!

Guia Moda Mulher disse...

Hoje em dia fica até dificil saber quem é ou quem não é amiga de verdade.
As pessoas aprenderam a vingir tão bem :s

http://www.guiamodamulher.com/

Híndira disse...

Puxa vida! Sei bem como é isso: temos experiências muito boas e às vezes acontecem coisas que mexem com a confiança que sentimos pelas pessoas. Vivendo e aprendendo, sem perder a ternura e a dignidade! rs

Marilei - Joinville disse...

Sempre morei sozinha, e uma "amiga" minha se separou do marido e pediu pra dividir aluguel...o resumo é ela voltou com marido e não deixou o aluguel,( eu tinha que entender, eles iriam recomeçar, iriam gastar muito....)